Plano Diretor começa com posse do CMU [Clipping]

12/07/2015

Data Original: 14/05/2015

O-Municipio-12-06-15Na tarde da última segunda-feira (11) foi lançado oficialmente, na sede da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São João da Boa Vista, o trabalho de revisão e criação do novo Plano Diretor da cidade. A partir de agora, membros de vários setores da sociedade passam a discutir o que será de São João para os próximos 35 anos. Na ocasião foi dada posse, através da portaria nº 9.255 de 6 de maio, aos membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Urbanismo (CMU), que será composto por 42 pessoas, mais o presidente eleito, o engenheiro Ródion Moreira. De acordo com o prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, houve a preocupação de agregar o maior número de pessoas de diversos setores da sociedade, faltando apenas incluir representantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), o Conselho de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. “Temos que pensar em um estudo que norteie o crescimento e desenvolvimento da cidade para os próximos anos e criarmos o planejamento estratégico que vão ajudar também a orientação das próximas revisões desta lei”, comentou Vanderlei. A princípio, serão realizadas durante o prazo de um ano, cerca de 80 encontros com a sociedade, técnicos e representantes do CMU para que a participação popular seja a mais efetiva possível.

CMU

Segundo o presidente do CMU, Ródon Moreira, o papel do Conselho será agregar o maior número de informações possíveis, canalizar isso para a lei e ouvir todos para que a decisão seja sempre unilateral ouvindo os técnicos e os anseios da população. A expectativa, conforme explica Ródion é de um trabalho árduo, pois rever todo o Plano anterior e mandar novamente para Câmara de vereadores em um prazo de apenas 12 meses não será fácil. A principio, ele explica que serão reuniões semanais ouvindo todos os munícipes e encontros com os membros do CMU para que todos possam entender o papel de cada um neste estudo. “Como professor Miguel (Miguel Luiz Bucalem, técnico da USP Cidades) falou é um plano audacioso e não será fácil fazer um estudo tão grande como queremos para uma cidade do porte São João. Mas, acredito que conseguiremos um bom trabalho”, disse Ródion.

USP CIDADES

Todas as decisões do estudo do Plano Diretor serão autônomas e partirão do próprio Conselho e das Audiências Públicas realizadas em todos os setores da sociedade, com apoio do Departamento de Educação, pois os encontros, em sua maioria, vão acontecer nas Escolas Municipais. Porém, a USP Cidades, através do especialista em desenvolvimento em longo prazo de municípios Miguel Luiz Bucalem, dará todo o auxílio, mas não terá gerência nas decisões do Conselho. O especialista, que participou de outros estudos, garante que a efetividade do Plano Diretor só acontecerá se ele realmente refletir os anseios da população, claro, respeitando a legislação urbanística vigente no país. “O nosso trabalho é de assessoramento a Prefeitura. Nós vamos dar o apoio técnico, trazer contribuições e fazer as análises necessárias das informações que chegam através dos encontros. Para esse plano é importante ter claro que é uma construção com a sociedade civil”, falou Miguel Bucalem.

Fonte: http://www.omunicipio.jor.br/Sao-Joao/2015/05/plano-diretor-comeca-com-posse-do-cmu.html
[14/05/15 - O Município - Plano Diretor começa com posse do CMU]